Quais são as orientações da LLL para conservar leite materno extraído?

Quais são as orientações da LLL para conservar leite materno extraído?

Categories: Breastfeeding Today, Global Community, Português

Traduzido por Marilia Pereira
Foto: Charlotte Southren

Quais são as orientações da LLL para conservar leite materno extraído?

O seu leite é uma substância viva, é tão precioso que até há quem lhe chame “sangue branco”. Saber conservar corretamente o leite extraído (através de bomba extratora) é essencial para maximizar as suas qualidades nutricionais e anti-infeciosas. Na realidade, o leite humano tem propriedades anti-bacterianas que o ajudam a manter-se fresco. Oferecer ao seu bebé o leite mais recente que extraiu garante a sua máxima qualidade.

Esta informação é baseada em pesquisas atuais e aplica-se a mães que:

  • Têm bebés de termo saudáveis;
  • Estão a guardar o seu leite para utilização em casa (por oposição a utilização hospitalar);
  • Lavam as suas mãos antes da realização da extração de leite;
  • Utilizam recipientes que foram bem lavados e enxaguados.
Orientações para a Conservação

Todo o leite deve ser datado antes de ser guardado. Armazenar quantidades de leite de cerca de 60 a 120 ml irá reduzir o desperdício. O leite refrigerado tem mais propriedades anti-infecciosas do que o leite congelado. Deverá arrefecer o leite fresco, colocando-o no frigorífico, antes de o adicionar a leite previamente congelado.

Preferencialmente, o leite humano deve ser refrigerado ou congelado logo após a extração. Orientações aceitáveis para armazenamento do leite humano são as seguintes.

Orientações Conservação Leite
Onde Temperatura Tempo Comentários
À temperatura ambiente (leite fresco) 19° a 26° C 4 horas (ideal) até 6 horas (aceitável)* Os recipientes devem ser tapados e mantidos o mais frescos possível; cobrir o recipiente com uma toalha húmida pode ajudar a manter o leite mais fresco.
Saco térmico isolado -15° a  -4° C 24 horas Mantenha os acumuladores de gelo em constante contacto com os recipientes que contêm o leite; limite a abertura do saco térmico ao mínimo essencial.
No frigorífico <4° C 72 horas (ideal) até 8 dias (aceitável)** Recolha de uma forma muito limpa para minimizar a deterioração. Guarde o leite na parte de trás do frigorífico.
Congelador (compartimento dentro do frigorífico) -15° C 2 semanas Armazene o leite atrás e longe dos lados do congelador, onde a temperatura é mais constante. O leite conservado para além destes intervalos é, regra geral, seguro mas algumas das gorduras perdem-se ao longo do tempo.
Congelador (compartimento do frigorífico com portas separadas) -18° C 3 – 6 meses
Arca congeladora -20° C 6 – 12 meses

* De preferência guardar no frigorífico ou congelar o leite logo após este ter sido extraído.
** É aceitável durante 8 dias se foi recolhido de uma forma extremamente higiénica e cuidadosa.

Que tipo de recipientes utilizar
As melhores opções para conservar leite humano:

Frascos
  • Recipientes de vidro ou plástico rígido com tampas ajustadas.
  • Os recipientes não devem conter bisfenol A (BPA), identificado com o número 3 ou 7 no símbolo de reciclagem. Uma alternativa segura é o polipropileno que é suave, semi-opaco e tem o número 5 no símbolo de reciclagem e/ou as letras PP. Pode ultrapassar estes riscos completamente ao utilizar recipientes de vidro.
  • Os recipientes devem ter sido bem lavados, enxaguados e secos antes de serem utilizados.
  • Os recipientes também podem ser lavados e secos em máquina de lavar louça.
  • Os recipientes não devem ser cheios até ao topo – deixe um espaço (de cerca de 3 cm) para permitir a expansão do leite ao ser congelado.

Importante:  Os frascos e tampas de plástico tornam-se frágeis quando congelados e podem partir-se quando caem. Além disso, os frascos e tampas podem ficar danificados se não forem utilizados corretamente, por exemplo, se caem, se a tampa fica demasiado apertada ou se forem derrubados. Tenha especial cuidado com a manipulação dos frascos e tampas. Não utilize o leite materno se os frascos ou as tampas estiverem danificados.

Sacos
  • Sacos de congelação de leite que foram concebidos para armazenarem leite humano
  • Coloque apenas 60 a 120 ml de leite no recipiente (a quantidade aproximada que o seu bebé necessita para uma refeição) para evitar o desperdício
  • Retire o ar do topo antes de fechar e deixe um pequeno espaço (de cerca de 3 cm) para permitir que o leite expanda quando congelado.
  • Coloque os sacos num outro recipiente e arrume na parte de trás da prateleira do frigorífico ou do congelador, onde a temperatura se mantem mais estável.

Os sacos de plástico não são recomendados. O risco de contaminação é maior. Os sacos são menos resistentes e podem entornar e alguns tipos de plástico podem destruir alguns nutrientes do leite. Coloque a data da extração (dia e hora) no recipiente. Coloque o nome do seu bebé no rótulo se ele estiver na creche.

Como aquecer o leite

Leite congelado: descongele no frigorífico durante a noite ou debaixo de água fria corrente. Gradualmente aumente a temperatura da água de forma a aquecer o leite até à temperatura adequada.

Leite refrigerado: Aqueça o leite debaixo de água quente corrente durante alguns minutos. 
Ou mergulhe o recipiente numa panela de água que foi aquecida no fogão. Não aqueça o leite diretamente no fogão. Alguns bebés aceitam o leite diretamente do frigorífico.

Não ferver o leite.

Quando é armazenado, o leite humano pode separar-se numa camada de leite e numa camada de gordura. Isto é normal. Agite-o suavemente para redistribuir a gordura antes de dar ao bebé.

Não utilize forno micro-ondas para aquecer o leite humano. Isto pode causar a perda de algumas das propriedades benéficas do leite. O forno micro-ondas não aquece uniformemente os líquidos e pode deixar pontos quentes no recipiente de leite. Isto pode ser perigoso para as crianças pelo risco de queimadura.

Às vezes, o leite descongelado pode ter um cheiro ou sabor estranho, metálico. Isto acontece devido à degradação das gorduras do leite. O leite é seguro e a maioria dos bebés vai beber sem problemas. Se há um cheiro rançoso devido ao excesso de lípase (enzima que degrada a gordura do leite) deverá escaldar o leite extraído (sem deixar ferver), e depois arrefecê-lo rapidamente e congelá-lo. Isto desativa a enzima lípase. Este leite continua a ser uma escolha mais saudável do que os leites artificiais.

Se a mãe ou o bebé têm uma infeção/fungo, deverá continuar a amamentar durante o surto e tratamento. Durante o tratamento, a mãe pode continuar a extrair o seu leite e dar ao bebé. Esteja ciente de que a refrigeração ou congelação de leite não mata a levedura. Após a conclusão do tratamento, todo o leite que foi retirado durante a infeção deve ser descartado.

Leite descongelado: Idealmente, o leite deve ser descongelado no frigorífico e pode ser consumido nas próximas 24 horas. Embora haja evidências limitadas que o leite descongelado por algumas horas pode ser novamente congelado, isso resulta em maior desagregação dos componentes do leite e perda de atividade antimicrobiana. Neste momento, a prática aceite é para não voltar a congelar o leite descongelado. Existem algumas mães e cuidadores que reaquecem leite que tenha sobrado e que foi refrigerado após uma alimentação anterior, não há nenhuma pesquisa sobre a segurança dessa prática. Também não há pesquisas sobre se o leite recentemente extraído deixado à temperatura ambiente deve ser descartado, ou se pode ser guardado por um curto período de tempo (talvez até uma hora como relatado por algumas mães e cuidadores) para terminar a alimentação se o bebé acordar depois de ter adormecido ou ainda parecer com fome.

Segundo o livro The Breastfeeding Answer Book, página 228, a pesquisa indica que o leite humano tem propriedades não reconhecidas anteriormente que o protegem de contaminação bacteriana. Um estudo (Pardou, 1994), descobriu que após 8 dias de refrigeração algum do leite tinha níveis mais baixos de bactérias do que no dia em que foi extraído .

Leite extraído pode ser mantido num frigorífico comum no local de trabalho ou na creche. O Centro de Controlo de Doenças e a Administração de Saúde e Segurança Ocupacionais dos EUA concordam que o leite humano não está entre os fluidos corporais que requerem um tratamento especial ou de armazenamento num recipiente separado.

You can print to paper or to a PDF file.

For best printing results, open the llli.org site in Google Chrome or Microsoft Edge. Although you can view the site well in any browser, printing from other browsers might not operate correctly.

1. Browse to the web document that you want to print.

2. Click the Print button that is displayed on the web page (not the Print command on the browser menu or toolbar).
This opens the browser print window. The window displays a preview of the document that will be printed. The preview might take a minute to display, depending on the document size.

3. In the Printer box, select the desired printer.
For example, if you are working on a Windows computer, and you want to print to a PDF file, select Save as PDF.

4. As required, configure the other options such as the pages to print.

5. Click the Print button.
If you are generating a PDF, click Save. You are prompted for the name and folder location to save the file.